PMA de Naviraí autua pescadores por pesca predatória e apreende barcos, motores, pescado e petrechos

PMA de Naviraí autua pescadores por pesca predatória e apreende barcos, motores, pescado e petrechos
Fotos: Divulgação/PMA
PMA de Naviraí autua pescadores por pesca predatória e apreende barcos, motores, pescado e petrechos
PMA de Naviraí autua pescadores por pesca predatória e apreende barcos, motores, pescado e petrechos

Três pescadores, sendo dois profissionais e um amador foram autuados pela PMA (Polícia Militar Ambiental) de Naviraí que também realizou a apreensão de três barcos, três motores, pescado e petrechos de pesca.

Segundo informações, equipes de Policiais Militares Ambientais de Naviraí, desde a madrugada de sexta-feira (19),  estão realizando fiscalização ambiental de prevenção à pesca predatória nos rios Paraná e Amambaí. Durante a fiscalização, somente na sexta-feira (19),  três pescadores foram autuados por pesca predatória.

O primeiro infrator foi abordado no Rio Amambaí em uma embarcação e pescava com 29 anzóis de galho (petrecho proibido), quando o permitido para sua categoria de pesca é de apenas 08 anzóis. Além disso, ele não identificava com seu registro profissional os anzóis armados, conforme prescreve a legislação.

Ele ainda não havia iniciado a pescaria ilegal, portanto não havia capturado nenhum pescado. Foram apreendidos um barco, um motor de popa e os 29 anzóis de galho. O infrator, de 40 anos, residente em Naviraí, foi multado administrativamente em R$ 1.050,00.

RIO PARANÁ

Outra equipe, que fiscaliza o Rio Paraná também autuou na sexta-feira (19), outro pescador profissional por pesca predatória. Ele foi abordado em uma embarcação, na região do Porto Santo Antônio, no município de Itaquiraí, quando pescava com fisga, que é petrecho proibido para qualquer categoria de pesca, Ele já havia capturado pescado abaixo da medida permitida pelas normas.

Com o infrator foram encontrados 13 exemplares de peixes com marcas de captura com o petrecho ilegal e ainda, alguns exemplares da espécie traíra apresentavam-se abaixo da medida permitida. Havia exemplar com 23 centímetros, quando o tamanho mínimo de captura é de 30 centímetros para a espécie.

Com o pescador profissional foram apreendidos um barco, um motor de popa, a fisga e o pescado capturado ilegalmente. O infrator, de 39 anos, residente em Itaquiraí, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1.000,00.

No mesmo rio e município, próximo do local da abordagem do primeiro pescador, a mesma equipe abordou um pescador amador em uma embarcação, onde foram encontrados dois exemplares de peixes, sendo um da espécie boca-de-batom, e outro da espécie barbado, este abaixo da medida permitida pela legislação. O exemplar apresentava 44 centímetros, quando o tamanho mínimo de captura é de 50 centímetros para a espécie.

Foram apreendidos um barco, um motor de popa e o pescado e o infrator  de 47 anos, residente em Itaquiraí, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1.000,00.

Todos os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória. Se condenados, poderão pegar pena de um a três anos de detenção. As equipes continuarão em fiscalização nos dois rios.

TaNaMidiaNaviraí