24/02/2020 às 23h31min - Atualizada em 25/02/2020 às 00h21min

Bioventus reconhece 25 anos de cura óssea comprovada pelo EXOGEN

DINO

A Bioventus, líder global em soluções ortobiológicas, está reconhecendo 25 anos de cicatrização óssea comprovada com seu sistema de cicatrização óssea por ultrassom EXOGEN. O EXOGEN utiliza pulsos de ultrassom de baixa intensidade (Low-Intensity Pulsed Ultrasound, LIPUS) para ajudar a estimular o processo natural de recuperação óssea do corpo e promover regeneração da fratura. O sistema tem uma taxa de recuperação de 86% para fraturas que não cicatrizam por conta própria1 e fornece uma recuperação 38% mais rápida em novas fraturas indicadas.2, 3

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20200224005991/pt/

EXOGEN 25 Years of Bone Healing (Photo: Business Wire)

EXOGEN 25 Years of Bone Healing (Photo: Business Wire)

EXOGEN 25 Years of Bone Healing (Photo: Business Wire)

Desde o seu lançamento em 1995, o EXOGEN tem sido usado para tratar mais de 1 milhão de pacientes em todo o mundo. Hoje, ele é indicado por mais de 10.000 médicos anualmente4 e vendido em 15 países. Com o apoio de 16 estudos de nível 1 que comprovam sua segurança e eficácia5-20*, o EXOGEN é usado por pacientes em casa e quando conveniente por apenas 20 minutos por dia.

“Os números contam uma história tão convincente e representam um marco incrível para a Bioventus e a EXOGEN”, disse Tony Bihl, diretor executivo da Bioventus. “É um ótimo produto com resultados comprovados e, nos últimos 25 anos, curou casos de pseudoartrose e fraturas agudas para pacientes em todo o mundo. Esse nível de sucesso e longevidadefoi possível pelos esforços incansáveis de nossos funcionários e dos médicos responsáveis pelos tratamentos”.

Sobre a Bioventus

Uma empresa da área ortobiológica, a Bioventus fornece produtos de bom custo-benefício e clinicamente comprovados que ajudam pessoas a se recuperarem de forma rápida e segura. Sua missão é fazer a diferença ajudando pacientes a retomarem e desfrutarem de uma vida ativa. Estão entre os produtos ortobiológicos da Bioventus ofertas para osteoartrite e curas cirúrgicas e não cirúrgicas de problemas ósseos. Estabelecida com base no compromisso com padrões de alta qualidade, medicina baseada em evidências e um forte comportamento ético, a Bioventus é uma parceira confiável para médicos de todo o mundo. Para mais informações, acesse www.BioventusGlobal.com e siga a empresa no LinkedIn e no Twitter.

 

Bioventus, o logotipo da Bioventus e EXOGEN são marcas comerciais registradas da Bioventus LLC.

Sumário de indicações de uso

O EXOGEN é indicado no tratamento não invasivo de pseudoartroses† estabelecidas, excluindo crânio e vértebra. O dispositivo EXOGEN também foi relatado como eficaz como um tratamento não invasivo adjuvante de pseudoartroses† estabelecidas em pacientes:

  • Com dispositivos de fixação de fratura internos ou externos presentes. O EXOGEN não pode penetrar metais e, portanto, não deve ser aplicado diretamente sobre o dispositivo.
  • Em tratamento para infecção no local da fratura. O EXOGEN não se destina a tratar a infecção.
  • Acredita-se que a qualidade óssea diminua. O EXOGEN não se destina a tratar a qualidade óssea diminuída.

O EXOGEN também é indicado para a aceleração do tempo de recuperação de fraturas recentes, reparo pós-osteotomia, reparo em procedimentos de transporte ósseo e reparo em procedimentos de distração osteogênica. Não existem contraindicações conhecidas para o uso do EXOGEN. A segurança e a eficácia não foram estabelecidas para indivíduos sem maturidade esquelética, gestantes ou lactantes, pacientes com marcapassos cardíacos, fraturas causadas por câncer ósseo ou pacientes com problemas de circulação sanguínea ou de coagulação. Alguns pacientes podem ser sensíveis ao gel do ultrassom. As informações completas de prescrição estão disponíveis no rótulo do produto em exogen.com ou ligando para o Atendimento ao cliente da Bioventus no número +1 (800) 836-4080. † Uma pseudoartrose é considerada existente quando o local da fratura não mostra sinais visíveis de recuperação.

1.

Nolte PA, van der Krans A, Patka P, Janssen IM, Ryaby JP, Albers GH Low-intensity pulsed ultrasound in the treatment of non-unions. J Trauma. 2001; 51(4):693−703.

2.

Heckman JD, Ryaby JP, McCabe J, Frey JJ, Kilcoyne RF Acceleration of tibial fracture-healing by non-invasive, low intensity pulsed ultrasound. J Bone Joint Surge [Am].1994; 76(1):26−34.

3.

Kristiansen TK, Ryaby JP, McCabe J, Frey JJ, Roe LR Accelerated healing of distal radial fractures with the use of specific, low-intensity ultrasound. A multicenter, prospective, randomized, double-blind, placebo controlled study. J Bone Joint Surg [Am]. 1997; 79(7):961−973.

4.

Bioventus, dados em arquivo, RPT-000965 [A]

*A tabela de classificações de níveis de evidência 2015 da publicação Journal of Bone & Joint Surgery foi usada para definir o nível de cada estudo clínico. Levels of Evidence for Primary Research Question, J Bone Joint Surg Am. 2015;97(1)1-2. Esses estudos, que refletem o corpo de evidência do EXOGEN incluem avaliações de aplicações fora da rotulagem aprovada.

5.

Dudda M, Hauser J, Muhr G, Esenwein SA. J Trauma. 2011;71(5):1376-80.

6.

El-Mowaf H, Mohsen M. Int Orthop. 2005;29(2):121-4.

7.

Emami A, Petrén-Mallmin M, Larsson S. J Orthop Trauma. 1999;13(4):252-7.

8.

Handolin L, Kiljunen V, Arnala l, et al. J Orthop Sci. 2005;10(4):391-5.

9.

Handolin L, Kiljunen V, Arnala I, Pajarinen J, Partio EK, Rokkanen P. Arch Orthop Trauma Surg. 2005;125(5):317-21.

10.

Heckman JD, Ryaby JP, McCabe J, Frey JJ, Kilcoyne RF. J Bone Joint Surg Am. 1994;76(1):26-34.

11.

Kristiansen TK, Ryaby JP, McCabe J, Frey JJ, Roe LR. J Bone Joint Surg Am. 1997;79(7):961-73.

12.

Leung KS, Lee WS, Tsui HF, Liu PP, Cheung WH. Ultrasound Med Biol. 2004;30(3):389-95.

13.

Lubbert PH, van der Rijt RH, Hoorntje LE, van der Werken C. Injury. 2008;39(12):1444-52.

14.

Mayr E. Rudzki MM, Rudzki M, Borchardt B, Häusser H, Rüter A. Handchir Mikrochir Plast Chir. 2000;32(2):115-22.

15.

Rue JP, Armstrong DW 3rd, Frassica FJ, Deafenbaugh M, Wilckens JH. Orthopedics. 2004;27(11):1192-5.

16.

Salem KH, Schmelz A. Int Orthop. 2014;38(7):1477-82.

17.

Strauss E, Ryaby JP, McCabe J. J Ortho Trauma. 1999;13(4):310.

18.

Tsumaki N, Kakiuchi M, Sasaki J, Ochi T, Yoshikawa H. J Bone Joint Surg Am. 2004;86- A(11):2399-405.

19.

Zacherl M, Gruber G, Radl R, Rehak PH, Windhager R. Ultrasound Med Biol. 2009;35(8):1290-7.

20.

Schofer MD, Block JE, Aigner J, Schmelz A. BMC Musculoskelet Disord. 2010;11(1):229. doi: 10.1186/1471-2474-11-229.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.


Contato:

Thomas Hill

919-474-6715

thomas.hill@bioventusglobal.com


Fonte: BUSINESS WIRE

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »