segov

Acusado de matar casal de idosos tem passagens por tráfico de drogas e estupro

Por Rádio Ativa Naviraí em 06/08/2022 às 17:28:15
Antônio Evaristo de Macedo, de 58 anos, conhecido como "Martelo", tem extensa ficha criminal, acumulando passagens por tráfico de drogas e estupro, sendo um velho conhecido da polícia. Ele foi preso na manhã deste sábado (6) acusado de matar o casal de idosos Celeste Vedoja, 75 anos, e Ávio Rodrigues Máximo, de 83, em Coxim, a 253 km de Campo Grande. Informações apuradas pelo Campo Grande News são de que Antônio também acumula passagens por roubos violentos, já foi apontado como autor de homicídio e tentativas. Ele havia deixado recentemente o EPMC (Estabelecimento Penal Masculino de Coxim) e como não tinha onde ficar, foi abrigado pelos idosos, que forneciam alimentação ao homem. Ele apenas não pernoitava na residência. A polícia investiga possível latrocínio, roubo seguido de morte. Antônio nega o crime, mas, há informações de que ele havia brigado um dia antes com um dos idosos. Testemunha afirma também que o suspeito tentou tirar xerox dos documentos da vítima alguns dias antes do crime. Outro fato que chamou a atenção das autoridades é que no local foram encontradas pegadas de calçados compatíveis com as do suspeito. Na hora que foi localizado, logo que viu os policiais civis, começou a gritar que "não tinha nada a ver com o que aconteceu com Celeste e Ávio". "Chama a atenção o fato de ninguém ter informado o motivo da abordagem, porém antes de qualquer indagação, ele tentou se justificar dizendo que não tinha qualquer relação com o crime", informou a Polícia Civil. Encontrados mortos - O caso foi descoberto após a cuidadora de idosos chegar no imóvel, na região central da cidade, por volta das 6h20 de hoje. Ela percebeu que a casa estava toda revirada e vários objetos jogados no chão. Logo, encontrou Ávio caído, na área dos fundos da residência, com marcas de sangue. A cuidadora saiu correndo para fora pedindo por socorro. A Polícia Militar foi até a residência e constatou que o idoso estava morto. Em seguida, os militares revistaram o local e encontraram Celeste no quarto do casal, em cima da cama, também morta. Os corpos apresentavam rigidez, indicando que a morte tenha ocorrido na noite anterior. A cuidadora contou que saiu da casa por volta das 18 horas de ontem, ficando o casal e Antônio no local. A perícia constatou que Celeste foi ferida na jugular e Ávio na nuca. "O instrumento usado foi uma faca de cozinha, que foi encontrada no local e apreendida. A princípio foram essas lesões, mas apenas o exame mais detalhado irá apontar outros ferimentos", disse o perito Eduardo Santana Cardoso.

Fonte: CG NEWS

Comunicar erro

Comentários