30/09/2020 às 07h32min - Atualizada em 30/09/2020 às 07h32min

Ex-marido que matou pastora durante culto é condenado

Crime ocorreu em agosto do ano passado em Aquidauana

Campo Grande News
Carlos Alberto Mendonça e a vítima, Rose Meire Fermino de Andrade Mendonça. (Foto: Reprodução/O Pantaneiro)
Carlos Alberto Mendonça, 59 anos, que matou a tiros a ex-mulher durante culto evangélico em agosto do ano passado, em Aquidauana, foi condenado a 19 anos e 7 meses de prisão. Ele não aceitava o fim do relacionamento.

O assassino era ex-marido da pastora Rose Meire Fermino de Andrade Mendonça, 48 anos. Carlos Alberto invadiu a igreja onde a vítima estava pregando para fiéis e disparou três tiros contra a mulher. Ela foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar ao hospital.

Após atirar contra a ex-mulher, Carlos Alberto tentou se matar, cravando uma faca no peito, mas foi socorrido por um dos filhos.

Segundo O Pantaneiro, Carlos foi julgado nesta segunda-feira (27) e condenado a 19 anos, sete meses e três dias de prisão, em regime fechado, por feminicídio.

Em 1988, o réu matou a ex-mulher em Vázea Grande, no Mato Grosso. Como na década de 80 não existia o crime de feminicídio o fato foi configurado como homicídio qualificado. Desde então ele estava foragido no Estado vizinho.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »