Mato Grosso do Sul já tem quase 135 mil pessoas imunizadas

Mato Grosso do Sul já tem quase 135 mil pessoas imunizadas
Sétima remessa da vacina deve chegar amanhã à Mato Grosso do Sul - Bruno Henrique

Mato Grosso do Sul já tem 134.912 pessoas imunizadas, sendo 134.912 vacinas aplicadas da primeira dose e 63.312 da segunda dose. Cerca de 2,25% da população geral do Estado tomaram as doses 1 e 2, ou seja, já está imunizada contra a Covid-19.

O percentual de pessoas em todo o Estado sul-mato-grossense que tomaram apenas a primeira dose é de 4,8%. Ao todo, Mato Grosso do Sul já tem 198.226 doses aplicadas.

O Estado já recebeu 286.459 doses até o momento. A sétima remessa está prevista para chegar amanhã (10). Ainda não se sabe o quantitativo exato de vacinas que serão trazidas.

Sete Quedas (106,9%), Ribas do Rio Pardo (100,78%), Laguna Carapã (99,8%), Tacuru (92,96), Iguatemi (92,69%) e Dois Irmãos do Buriti (92,5%) são os municípios que possuem o maior percentual de aplicação da dose 1, dentro do primeiro grupo prioritário.

Terenos (40,69%) é a cidade que apresenta o menor percentual de vacinados com a dose 1. Na capital, 56,69% pessoas do primeiro grupo prioritário já foram vacinadas com a dose 1. Até o momento, 52.465 doses foram enviadas à Campo Grande e 35.789 foram aplicadas.

Os dados e informações são do vacinômetro. A plataforma disponibiliza qual é a situação no processo de imunização em cada município do Estado.

As pessoas poderão informar-se quantas pessoas já foram vacinadas; quais são os grupos que estão sendo vacinados e quantas vacinas cada município já recebeu. 

Mato Grosso do Sul pretende vacinar toda sua população até julho deste ano. O governo do Estado apresentou ao Supremo Tribunal Federal uma petição para compra de mais de 500 mil doses do imunizante Sputnik V em negociação com mais sete estados.

São eles: Bahia, Piauí, Espírito Santo, Paraíba, Sergipe, Maranhão e Pernambuco.

De acordo com Painel Coronavírus – Google, 305.285.044 doses já foram aplicadas no mundo. 

Doses

No dia 18 de janeiro, 158.760 doses da vacina Coronavac desembarcaram na Base Aérea de Campo Grande.

Em 22 de janeiro, 2 milhões de doses da vacina de Oxford chegaram no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

Depois, seguiram para o Rio de Janeiro. Desse número, 22 mil chegaram no Estado no dia 24 de janeiro.

No dia 25 de janeiro, 10,2 mil doses da vacina Coronavac desembarcaram no Aeroporto Internacional de Campo Grande em um voo da Latam.

Mais 32 mil doses da vacina Coronavac chegaram em 7 de fevereiro no Aeroporto Internacional de Campo Grande. As vacinas vieram acondicionadas em 160 caixas.

Em 24 de fevereiro, o Estado recebeu 35,7 mil doses da Coronavac e AstraZeneca.

Em 3 de março, Mato Grosso do Sul recebeu mais 27,8 mil doses da Coronavac

As vacinas já estão em todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. A cada lote de entregas, os imunizantes vão sendo distribuídos imediatamente.

A força tarefa de distribuição de vacinas contou com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

“Em menos de 24 horas, nós chegamos a todos os 79 municípios. Foi uma integração de resultado que funcionou muito bem. Mato Grosso do Sul deu um exemplo ao Brasil na logística da entrega de vacinas”, narra Reinaldo Azambuja, governador.

Apelo

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, pede para que a população se vacine e destaca a importância da ciência em todo o processo.

“Além do processo de higiene, usar máscara, distanciamento social, a gente aponta mais uma coisa importante no processo de enfrentamento à Covid-19: a vacina”, cita.

“Não dê espaço para aqueles que jogam no obscurantismo e nem para aqueles que querem voltar aos tempos das trevas. A vacina é uma grande conquista da ciência e da humanidade”, complementa.

Ainda segundo o secretário, a vacina, além de ser um ato de vontade própria, também é um ato de vontade coletiva de fazer com que a pandemia seja cessada.

Em Campo Grande, o sistema de imunização seguirá à risca as determinações orientadas pelo Ministério da Saúde."A prioridade já vem determinada, vem engessada do governo federal”, afirma.

Correio do Estado